Caged - Ceará registra segundo melhor saldo de empregos do Nordeste em novembro
28/12/2022

Alta estação impulsiona a geração de empregos no Ceará

Pelo décimo mês consecutivo, o Ceará manteve a trajetória de crescimento dos empregos formais, em novembro. O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Previdência, registrou um saldo positivo de 6.554 novos postos de trabalho. Com o resultado, o Ceará é o segundo maior gerador de empregos na região Nordeste, atrás somente de Pernambuco (8.290).

Os dados do Caged são provenientes da relação entre o número de contratações com carteira assinada (43.515) e demissões (36.961). O saldo deve-se ao aquecimento do comércio e dos eventos de final de ano, considerando que os serviços (4.190) e o comércio (4.010) foram os setores com números positivos para o período. 

No Ceará, o nível do emprego formal atingiu o total 1.266.075 empregos com carteira assinada e, no acumulado do ano, o saldo entre contratações e desligamentos no mercado de trabalho cearense ficou positivo em 74.370 empregos. 

Sobre o resultado, o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Vladyson Viana, avalia que “a alta estação de final de ano impulsionou a geração de postos de trabalho e garantiu mais oportunidades de emprego e renda. Nossa expectativa é, em 2023, manter essa trajetória crescente, considerando o histórico de resultados desse ano, que registrou a completa retomada da economia, e os investimentos púbicos”.

Já em termos territoriais, a geração de empregos continua concentrada na capital cearense, Fortaleza (5.708), Maracanaú (309), Juazeiro do Norte (220) e Horizonte (149).